Archive for the ‘besteirinhas’ Category

virge!

22 abril, 2010

Graças a Deus fui criada católica. Para não cometer o pecado da cobiça. Minha nossa, que mulher bonita. Essa da minha amiga. Próxima. Mas olha, mulher de amiga minha pra mim é homem. Não se come. Nem com os olhos. Ou com a mão. Não. No máximo no canto do olho uma espiadela. Só pra não dizerem que passou a mim imperceptível mulher tão bela.

marchinha fora de época

8 abril, 2010

olha, eu não sou fã de carnaval fora de época, mas na minha cabeça veio uma marchinha, assim, fora de época. entao peço a colaboração da imaginação de vocês para tentar colocar um ritmo a esta singela pseudomarchinha de carnaval, tá? rsrs

Não tem bis

Ai ai Jesuis,
Mas o que foi que eu fiz?
Onde foi parar minha cabeça
Quando o meu corpo te quis?
Você tava me tentando
E eu ali pensando
Em fugir

Mas tomei umas com gelo
E algo aqui embaixo
soprou:
Vai ser feliz!

Ai ai Jesuis,
Mas o que foi que eu fiz?
Onde foi parar minha cabeça
Quando o meu corpo te quis?

Eu tava de bobeira
Papo largado no balcão
Você veio sorrateira
Por trás, com intenção.

Foi por um triz
Que resisti, tentei sair
Não consegui.
Ai ai Jesuis,
Mas o que foi que eu fiz?

Onde foi parar minha cabeça
Quando o meu corpo te quis?
Foi bom, foi ébrio
Nos grudamos nada sutis

Mas já aviso desde agora
Nem vem pra cima
que não tem bis.

macumbeira

23 fevereiro, 2010

Coitada da galinha
que assim como eu
deixou de ciscar por ai.
A diferença é que eu vivi.
Agora, fiel ao seu lado.

em baixo e bom tom

17 novembro, 2009

uma palavra no ouvido.
ela emudeceu.
umideceu.
e subiu o vestido.

 

rapidinhas

19 agosto, 2009

to meio sem tempo – há um tempo – de escrever textos maiores.
então seguem uns minicontos temáticos:

BODAS DE PRATA
uma fumou um maço de skank.
a outra bebeu a adega da casa.
Foi uma uivante noite de sexo, depois de quase 1 ano.

Pena que elas não se lembram.

 

CIÚMES
– Hoje o Bob não vai participar.
– Por que, amor?
– Sinto que ele está penetrando mais em nossas vidas do que deveria.

 

FORMADORA DE OPINIÃO
Não tenho o menor interesse em saber o que dizem as más línguas.
Tenho vontade de sugá-las.
Até que digam o contrário.

Rebu

10 março, 2009

– Quem é aquela?

– É a Fernanda, ex da Manu, lembra?

– Qual Manu?

– A que namora a Carla.

– Mas a Carla não namora a Bia?

– Não, elas terminaram.

– Jura? Não sabia.

– É menina, a Bia terminou com a Carla pra ficar com a Bruna. E agora a Carla está com a Manu.

– Ahn…entendi. Gente, mas é que essa Fernanda não me é estranha… ela também já não ficou com a Carla?

– Ficou, mas faz tempo. Foi na mesma época em que a Carla namorava a Tati.

– Qual Tati?

 

– A sua namorada.

 

*** 

Moral da história: ‘já que sois lésbica, rebuceteie e goze’

me dá uma mãozinha

17 agosto, 2008

nota: esse miniconto foi escrito há um tempão de anos e estava guardado em uma daquelas pastas esquecidas de computador . é bem besta (pq a gente sempre tende a achar que os escritos do passado são bestas), mas como não tenho nada em mente para publicar… compartilho:

ME DÁ UMA MÃOZINHA?

 – Oi!
– E aí, tudo bem?
– Tudo. Você disse que precisava de ajuda; eu vim o mais rápido que pude.
– Poxa, obrigada! É, na verdade, preciso sim, mas não era nada tão urgente…
– Bom, agora eu já tô aqui. Pode falar.
– Então, eu fiz uma promessa…
– Jura? Pra quê?
– Se eu falar antes de acontecer pode não dar certo.
– Tá… e qual o sacrifício da promessa?
– E eu tenho que ficar 3 meses sem me masturbar.
– Caramba! 3 meses? Enlouqueceu? E o que vc vai fazer até lá?
– Então… é aí que vc entra.
– Ah…
– Entendeu?
– Acho que sim. Mas você não estaria trapaceando a própria promessa?
– Não. Só não vale eu comigo mesma.
– Bom, eu já tô aqui mesmo, né? Então tá.
 

*******************

– E aí, foi melhor do que você com você mesma?
– Nóóó…
– Que bom! E vc não vai me contar mesmo qual foi a promessa?
– Bom, acho que agora eu já posso.

MOTEL EM SAPACITY

22 julho, 2008

e quem disse que nossas cidadãs são (só) chegadas em moitas???

(se joga, racha!)

Ilha deserta

9 junho, 2008

uma amiga e eu temos uma brincadeira intitulada “ilha deserta”.

desconstruindo todos os imaginários de que ‘ilha deserta’ é um local onde sonhamos ir um dia com alguém especial, a nossa ilha é um lugar extremamente temido, que qquer pessoa desejaria sair rapidamente e arriscar a vida fugindo à nado rumo ao nada.

é pq em nossa ilha deserta – que diga-se de passagem fica very very very distante de Sapacity – vc tem poucas (ou nenhuma) opção de prazer e sobrevivência. Lá, normalmente há 2 opções; vc escolhe e realiza uma delas e logo logo há chances de passar um navio, avião ou sereia para te buscar e levar à terras firmes. Ou então, vc não concretiza nenhuma das opções e fica lá, sozinha, para sempre, sem nunca mais ter acesso à civilização e/ou mulheres.

bom, então, compartilho dessa brincadeira com as leitoras deste blog, de uma maneira bem mais light da usual, com as seguintes celebridades da música:

Numa ‘ilha deserta’, vc tem 2 opções:

1. Fazer cafuné na Amy Winehouse, em todos os locais onde nela haja cabelo (durante o período de 1 mês.)

ou

2. Deixar as unhas da Marrom penetrar em vc (durante 48 hs seguidas)

O QUE VOCÊ FARIA??????

pérolas de Sapacity

26 março, 2008

***

Você me dá a mão.
E tudo que eu quero são apenas 2 dedos.

***

Da sua boca não sai nada que valha.
nem mesmo uma língua assanhada.

***

mais sobre tribadismo

11 fevereiro, 2008

tribadism2.jpg

Corpo de Bombeiros (de Sapacity)

7 fevereiro, 2008